Visite também
os nossos sites
Tuttirev Editorial | Casas de Madeira | Cake Design
Tel. Geral
(+351)219 666 880
Tel. Assinaturas
(+351)219 666 880
Tel. Publicidade
(+351)219 666 885
Escolha o seu
fundo preferido
Revistas Livros/CD/DVD Actividades Artigos/Notícias Multimédia Eventos
A estrela cadente
Neste espaço propomos uma peça bem conhecida de Johann Sebastian Bach: a célebre Ária da “Suite Orquestral n.º 3”

Esta é uma peça bem conhecida de Johann Sebastian Bach: a célebre Ária da “Suite Orquestral n.º 3”. A peça é longa (tem cerca de 5 minutos), o seu andamento é muito lento e o carácter da melodia leva o ouvinte menos atento a não detectar a sua estrutura formal nas primeiras audições. Esta Audição Musical Activa, que aqui partilhamos convosco, reveste-se de objectivos específicos: (1) familiarização para com a estética subjacente ao estilo musical em audição; (2) reconhecimento da estrutura formal da peça – AA BB; (3) pretexto para pesquisar e conversar sobre o autor (J. S. Bach) e a sua obra.

ACTIVIDADE PROPOSTA
A Estrelinha Cadente

1.ª Etapa – apropriação da narrativa
História: «Era uma vez uma Estrelinha que todos os dias, ao fim da tarde, subia ao céu com os seus pais e ficava quase até de manhã a fazer companhia a quem passava.

A Estrelinha, que era muito aplicada na escola, foi estudando, estudando, estudando... e a certa altura começou a pensar que queria ser mais do que um simples adorno no céu das madrugadas. Já crescida, quando terminou os estudos, virou--se para os seus pais e disse: “queridos pais, perdoem-me, mas eu quero fazer algo mais útil e para isso tenho de partir”.

A princípio os pais da Estrelinha ficaram muito tristes com a ideia, mas logo compreenderam que seria o melhor para ela. A Estrelinha partiu e tornou-se uma estrela cadente muito importante que ilumina o caminho aos viajantes. Dizem que foi ela quem indicou o caminho para Belém aos três reis magos!

Orgulhosos e felizes pelo sucesso da filha, o Pai Estrelinha e a Mãe Estrelinha observam atentamente o seu percurso. A Estrelinha ainda hoje, sempre que pode, passa por casa dos seus pais onde continua a ser recebida com muitos carinho.»

2.ª Etapa
– audição da peça musical


3.ª Etapa – aprendizagem do texto para coro rítmico falado
Esta Audição Musical Activa (AMA) é de correspondência métrica literal texto-melodia, pelo que para a boa concretização da actividade é necessário:

1. Encarar a linha melódica principal, como se de uma canção se tratasse e como se o texto proposto fosse uma “letra” para essa canção;

2. Depois da correspondência estabelecida, esquecer a “técnica” associativa, pois não se pretende que o texto seja cantado. Nesta AMA em concreto, sugere-se a aprendizagem do texto e do esquema mímico em simultâneo pois a peça é excessivamente longa para uma compartimentação destas etapas.

4.ª Etapa – aprendizagem do esquema mímico correspondente
Pretende-se agora, mais uma vez, que as crianças se libertem do texto para a fruição da audição plena. Pretende-se que a concentração integral se fique pela relação audição-movimento, ou seja, que a audição regule a exactidão de cada movimento em cada momento.

Texto para descrição do esquema mímico:
Secção A

Nesta primeira secção, os pais da Estrelinha acompanham, embevecidos, o percurso da sua filha.
«Vê» (apontar para o céu com indicador da mão direita com o braço esticado. Movimento da esquerda para a direita, seguindo o percurso da estrela cadente)
«Como a estrela cadente» (com os braços no ar esticados, abrir e fechar alternadamente as mãos esquerda, direita, esquerda, direita – aludindo a uma luz a piscar)
«Se move» (braços esticados, fazer o mesmo percurso que no 1º movimento, mas agora com as duas mãos paralelas – como a transportar uma estrela)
«Vê» (mãos apontam para os olhos, partem para a frente e abrem os braços com as palmas para cima)
«Vê como o mundo vai atrás» (mãos nos olhos, fazem logo de seguida o círculo do globo/mundo e o movimento executado na expressão “se move”, seguindo literalmente o texto)
«Vê como o mundo vai atrás» (repete o movimento anterior)
«Sem saber» (encolher os ombros virando as palmas das mãos para cima)
«Se para aqui, se para ali» (olhar para a esquerda – “aqui” –, olhar para a direita – “ali” –, com as mãos na cintura e rodando também o tronco)
«Importante é poder estar» (2 punhos cerrados para cima, apontar para o chão com os dois indicadores)

Secção B
Nesta secção é a Estrelinha que nos confessa a importância do apoio dos seus pais na sua decisão.
«Vou» (colher um malmequer do chão)
«Colher a minha sorte» (desfolhar um malmequer)
«Vou mesmo de olhos vendados!» (continuar a desfolhar e de seguida tapar os olhos com ambas as mãos, simulando a colocação de uma venda)
«Sim, até porque eu bem sei» (dar dois nós na venda, atrás da cabeça, e estender os braços para baixo com as palmas das mão para a frente)
«Terei sempre quem me abrace» (“terei” – apontar as duas mãos paralelas ao peito; “sempre” – braços para a frente com as palmas das mãos para cima; “quem me abrace” – mãos cruzadas ao peito)
«Quando a casa voltar» (mimar contorno de uma casa com as duas mãos em simultâneo: telhado, paredes, chão, até unir)
«Eu já fui bebé» (embalar um bebé)
«Já gatinhei muito, muito, muito» (simular o gesto de gatinhar)
«Eu» (apontar para si próprio com a mão direita)
«Estou a crescer» (flectir as pernas e voltar a levantar acompanhando com o movimento da mão esquerda que fica à altura da cintura como a medir uma criança)
«Estou a crescer» (mesmo movimento, mas agora com a mão direita e à altura do pescoço)
«Estou a crescer» (mesmo movimento, mão esquerda, o mais alto possível)
«E agora» (apontar com o indicador direito, mão esquerda na cintura)
«Quero pintar» (pintar com os dedos, indicador e médio da mão direita, uma tela simulada com a mão esquerda)
«Os meus sonhos» (levar os indicadores às têmporas)
«Da cor do arco(-íris)» (abrir os braços no ar, do centro para fora – desenhando um arco-íris)
«E se borrar» (gesto de limpar uma superfície com um pano)
«Eu sei» (apontar para si próprio com as duas mãos paralelas ao peito)
«Terei sempre quem me abrace» (“terei sempre” – apontar os braços para a frente com as palmas das mãos viradas para cima; “quem me abrace” – cruzar os braços ao peito)
«Quando a casa voltar!» (desenhar o contorno da casa)
Estrutura formal da peça: AA BB

5.ª Etapa – realização da Audição Musical Activa, com o esquema mímico correspondente, em audição integral e sem a utilização da palavra.

Considerações finais
Quando, nos objectivos específicos da actividade, referimos a importância da familiarização com a estética subjacente ao estilo musical que abordamos, estamos implicitamente a falar também na questão tímbrica. Quer isto dizer que a instrumentação, as fontes sonoras utilizadas, para além de autênticas deverão ser também alvo de critério de diversificação. Para a Estrelinha Cadente disponibilizamos uma versão para quinteto de cordas: dois violinos, violeta, violoncelo e contrabaixo.

Disponibilizamos estas versões para que possam utilizar em sala de aula, ou em casa, sem incorrerem em infracção por “pirataria” e para que possam concretizar a actividade sem custos adicionais, pois estas são versões gravadas pela Foco Musical para partilhar – usem e abusem! No entanto, aconselhamos a aquisição de versões orquestrais (originais) pela riqueza tímbrica ímpar que estas versões oferecem.

Ficha técnica da actividade
Música: Johann Sebastian Bach
Interpretação disponibilizada:
Quinteto de Cordas da Orquestra Didáctica da Foco Musical
História:
Tradicional
Concepção e textos da Audição
Musical Activa:
Miguel Nabais Pernes

Actividades
Expressão Musical
Copyright © 2018 Tuttirev Editorial
Design & Powered by Magnetic Pixel

Warning: Unknown: write failed: Disk quota exceeded (122) in Unknown on line 0

Warning: Unknown: Failed to write session data (files). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (/tmp) in Unknown on line 0